Procrastinação. A palavra vem do latim procrastinatus e seu significado é muito próximo à ideia de “empurrar para a frente, para amanhã”. Muito tem se falado sobre o tema nos últimos tempos. Trata-se do hábito de adiar uma tarefa importante e buscar algo mais prazeroso em seu lugar. Como resultado, além do acúmulo de projetos sem finalização, nasce a culpa por não tê-los priorizado.

Por dentro do fenômeno

O ato de adiar está ligado direta ou indiretamente à ansiedade, já que o procrastinador se torna refém de sua própria imaginação. O que pode acontecer se determinada tarefa importante for realizada sempre toma uma perspectiva negativa. A pessoa pode estar fugindo do possível desconforto de fazer algo que não gosta ou sendo vítima do próprio perfeccionismo em relação ao seu desempenho. O cérebro interpreta que a melhor alternativa para se proteger do fracasso é não fazer o que precisa ser feito.

Quatro estratégias

Neurologicamente, o que acontece é que, depois de perder tempo não fazendo o que era realmente prioridade, a pessoa é acometida pela angústia. As tarefas não feitas tornaram-se vozes ecoando na cabeça.

A Mastercoach Renata Arrepia compartilha quatro dicas simples para se combater a tentação de empurrar para a frente as tarefas do dia a dia:

1. Reconheça que está procrastinando

“Seja sincero e justo com você mesmo. Reconheça que está deixando algumas coisas para depois.”, diz a especialista.

2. Descubra a causa da procrastinação

Renata complementa: “A causa da procrastinação tem mesmo relação com fatores que se inter-relacionam, como: stress, ansiedade, desorganização, falta de motivação, indecisão ou até mesmo questões relacionadas à saúde física. Fique atento!”

3. Liste seus afazeres e organize por prioridades

A terceira dica de Renata é “não interromper o que você está fazendo para resolver outro problema urgente. Priorize!”

4. Recompense a si mesmo quando terminar suas tarefas

“Pequenas recompensas incentivam o cérebro a manter o ritmo de produzir no tempo adequado e na qualidade necessária. Uma sobremesa diferente, um jantar especial, ou uma horinha de televisão. O que você gostar!” finaliza a especialista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s