De acordo com Eduardo Carmello, diretor da Entheusiasmos, consultoria especializada em talentos humanos, clareza das empresas é fundamental, assim como participação ativa das lideranças

A maior parte das empresas possui valores bem definidos, mas torná-los parte do dia a dia dos colaboradores ainda é um enorme desafio para muitas delas. Isso ocorre porque as organizações enfrentam cenários cada vez mais complexos e optam por ações com foco nos resultados financeiros de curto prazo, e não na geração de valor no longo prazo. 

De acordo com Eduardo Carmello, diretor da Entheusiasmos, consultoria especializada em talentos humanos, há também uma questão de cultura que ele define como “ética elástica”. 

“Na prática, é quando algo ameaça a sobrevivência da empresa. Os líderes, em sua maioria, trabalham pela defesa de projetos curtos, em vez de serem fiéis à promessa da empresa junto ao mercado e o consumidor. Isso gera a discrepância entre os valores e o que os colaboradores vivenciam no dia a dia”, afirma. 

Para evitar que isso aconteça, é possível adotar uma série de medidas. A primeira delas é buscar a clareza na definição dos valores, de modo que eles possam ser traduzidos por comportamentos do dia a dia, sem a necessidade de interpretação.

Foco em capacitação

A segunda iniciativa é capacitar os líderes, para que eles possam divulgar, comunicar e transmitir os valores da companhia. 

“Se eles não fizerem isso, a empresa pode ter um desvio de conduta, apenas para garantir que um resultado seja alcançado, o que pode acarretar graves consequências”, explica Carmello.

Mudança de comportamento

A próxima medida é a mudança de comportamento no próprio ambiente de trabalho. Quando houver algum conflito entre o que se diz e o que se faz, a gestão será responsável por resolvê-lo, de acordo com as diretrizes da companhia.

“Toda vez que a equipe notar uma discrepância e o líder tomar uma decisão alinhada com os valores, para corrigir a rota, o engajamento da equipe tende a aumentar, ” afirma Carmello.

Confiança é fundamental

Por fim, é importante adotar um ambiente de extrema confiança. As equipes devem sentir liberdade para observar os erros e comunicá-los. Nas empresas mais maduras, esse comportamento torna possível corrigir discrepâncias imediatamente.

“Um ambiente estruturado é normalmente onde as pessoas podem comunicar, questionar e corrigir qualquer tipo de desvio comportamental ou de valor, sempre que isso for constatado”, diz Carmello.

Ao seguir esses passos, o principal benefício de médio e longo prazo é o aumento da receita da empresa, mas isso é seguido pela redução do desperdício, a maior integridade da marca, a melhor reputação e o crescimento da satisfação do mercado, dos consumidores e dos colaboradores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s