Programas de ações voluntárias passaram de diferenciais a essenciais e devem ser incorporados à estratégia das corporações

Antes práticas pontuais nas empresas, na atualidade as ações de voluntariado ganham novo espaço e expressividade, tornando-se parte fundamental da estratégia dos negócios.

Prova disso são os dados mais recentes do Censo do Conselho Brasileiro do Voluntariado Empresarial (CBVE). O levantamento mostrou, por exemplo, que as 17 empresas participantes da pesquisa mobilizaram 40% mais colaboradores em ações voluntárias em 2020 do que 2019.

O cenário sinaliza que a responsabilidade socioambiental deixou de ser entendida apenas sob a perspectiva de compensação de impactos e que essa mudança de paradigma será demandada de corporações que ainda não tenham seu propósito alinhado a ações e projetos dessa natureza.

Nova consciência com foco na sustentabilidade

De acordo com a profissional de marketing Samantha Jones, diretora de inovação da V2V.net – que atua com recursos tecnológicos para voluntariado empresarial –, o impulso para essa nova consciência foi a percepção de que, mais do que caminhar em consonância com a expectativa de clientes, parceiros e colaboradores, as corporações estão inseridas em contextos que requerem desenvolvimento sustentável e pelos quais elas também são impactadas.

“No nosso país há realidades dispares, sobre as quais as empresas têm uma contribuição a fazer. O olhar sobre essa questão não é mais algo isolado, está se conectando ao propósito das instituições”, diz a especialista.

Voluntariado na cultura organizacional

Voluntários em ação com jovens da comunidade de Paraisópolis, antes da pandemia
(Foto: Divulgação Pernod Ricard Brasil)

A experiência da Pernod Ricard no Brasil, associada CISP do segmento de bebidas, vai na direção do que comentou Samantha. A empresa tem o voluntariado em seu DNA, com três modelos de projetos no país.

O “Programa Voluntariado” envolve ações em benefício a comunidades. Já o programa “Na medida” tem foco na conscientização em palestras sobre o consumo consciente de bebidas alcóolicas que impacta mais de 10 mil estudante por ano. Há, ainda, o “Responsib’All Day”, ação global da Pernod na qual um dia do ano é destinado a ações sociais ou ambientais.

“Todas as práticas fazem parte do nosso calendário ao longo de todo o ano e estão fortemente ligadas à nossa cultura”, comenta a gerente de Recursos Humanos (RH) da Pernod Ricard no Brasil, Ana Paula Gonçalves, que destaque a grande adesão dos aproximadamente 400 colaboradores da empresa.

Ações já beneficiaram jovens de Paraisópolis

Antes de depois da revitalização da biblioteca utilizada pelos jovens da comunidade de Paraisópolis
(Foto: Divulgação Pernod Ricard Brasil)

Por meio do “Programa Voluntariado”, a Pernod firmou parceria com uma ONG de atuação em Paraisópolis (SP) e revitalizou a biblioteca de uma escola pública. Os resultados foram muito além de uma estrutura física.

“Percebemos nos jovens a mudança na desenvoltura dos diálogos a partir do contato mais frequente com a leitura”, conta o supervisor de Trade Marketing da Pernod no Brasil, Rodrigo Policarpo Coelho, que atua na gestão dos programas de voluntariado.

Experiências e emoções compartilhadas

Outra ação que mobilizou dezenas de voluntários com jovens de Paraisópolis dentro do programa foi o projeto “Jovem Sombra”, em que cartas escritas a mão eram trocadas.

“Foi muito emocionante, uma ação de puro amor e empatia”, destaca Coelho, que considera que, mais do que cartas, os colaboradores da Pernod compartilharam experiências, histórias de vida, respeito e carinho com os adolescentes da comunidade.

Ação de incentivo à leitura do voluntariado da Pernod Ricard Brasil

Engajamento das equipes está entre os resultados

Na opinião da gerente de RH da Pernod, são inúmeros os aspectos positivos observados na empresa a partir da estruturação do voluntariado. O fortalecimento de um clima organizacional saudável é um deles.

“Essa mobilização reforça o sentimento de pertencimento entre os profissionais”, afirma Ana Gonçalves, que ainda frisa o maior comprometimento entre os colaboradores e fortalecimento da cultura da organização. “Neste contexto, a empatia e o respeito estão entre os principais impulsionadores.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s